Breaking News

TRAGÉDIAS URBANAS: FAMÍLIA CAI EM CANAL NO RIO E DESAPARECE


Fernando Frazão
Continua desaparecido o motorista de aplicativo Alexandre Paulo da Silva, 29 anos, que caiu com o carro da família dentro do Rio Valqueire que corta a Avenida Jambeiro, na Vila Valqueire, zona oeste na cidade, no final da noite de ontem (2), devido ao temporal que atingiu o Rio e Janeiro.
Alexandre estava acompanhado da mulher, Isabely Avelino da Silva, de 19 anos, e do filho do casal, Isaque, de 10 meses de idade. Ele tentou atravessar a avenida Jambeiro, para o outro lado, pensando que tinha uma ponte à frente. Ao jogar o carro, todos caíram no rio e foram arrastados. Alexandre ainda conseguiu abrir a porta e retirar a esposa de dentro do veículo e colocar o filho, no teto do carro. A mulher começou a gritar e pessoas que estavam num bar em frente, conseguiram retirar Isabely e o bebê de dentro do rio, mas Alexandre acabou arrastado pela força da correnteza.
Hoje, pela manhã, um guindaste do Exército retirou o carro dentro do rio, mas não tinha ninguém dentro. Parentes e amigos da família com ajuda do Corpo de Bombeiros percorreram todo o trajeto do canal à procura de Alexandre. Eles também fizeram buscas em hospitais, mas o motorista não foi localizado.

Nova Iguaçu

Em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, a idosa Sebastiana Pedreira da Silva, 81 anos, morreu na noite de ontem (2), em consequência do temporal que atingiu o estado. Ela foi arrastada pela enxurrada, de acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura do município.
A chuva teria arrastado galhos e pedras para uma canaleta que acabou se rompendo e atingindo a casa de Sebastiana Pedreira da Silva, 81 anos, no bairro Mangueira, em Nova Iguaçu. Ela chegou a ser levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Comendador Soares, mas não resistiu.
A filha de Sebastiana, Andréia Pereira da Silva, de 42 anos, e o neto, de 10 anos, tiveram que ser atendidos no Hospital Geral de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Eles sofreram apenas ferimentos leves e já foram liberados.

Nenhum comentário