Após decisão judicial, governo da Bahia diz que fábrica da Heineken seguirá operando

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico(SDE) garantiu nesta quarta-feira (19) que a unidade fabril do Grupo Heineken em Alagoinhas segue operando normalmente. A pasta afirmou que o processo judicial, proferido na última quinta-feira (13), pelo Superior Tribunal de Justiça não representa qualquer risco de fechamento da cervejaria.

No processo, iniciado em 1997, a Justiça analisa se um empresário que pediu em 1996 autorização para pesquisar fosfato na área em que a fábrica está instalada, tem o direito de exploração do local.

De acordo com o Poder 360, se o direito de exploração for reconhecido, a Heineken terá de interromper o uso que faz de água extraída do terreno onde atua na Bahia. Isso inviabilizaria imediatamente a produção.

Na contrapartida das notícias de fechamento, a SDE informou ainda que a marca de cerveja fez uma recente ampliação de sua produção industrial no estado e que, em contato com o grupo, foi comunicada que a planta é muito importante e que não há interesse algum em fechar a unidade baiana.

Em nota, a pasta gerida pelo vice-governador João Leão (PP) disse que setor de bebidas é de grande relevância para a economia e o desenvolvimento da Bahia, além de ser um grande gerador de empregos: “O estado oferece vantagens ao setor, como a proximidade com o mercado consumidor, disponibilidade de logística para escoamento da produção, cadeia produtiva com grande oferta de matérias-primas e facilidade de transformar e processar produtos”