O homem suspeito de ter assassinado três pessoas da mesma família, na cidade de Camaçari, na região metropolitana de Salvador, no mês passado, foi preso no município de Serrinha.

Segundo a Polícia Civil, Gilmar Soares da Gama cometeu o crime por vingança, pela morte do irmão dele, ocorrida em 2011. O suspeito foi apresentado à imprensa nesta segunda-feira (5), três dias após a prisão.

O crime cometido por Gilmar ocorreu no dia 12 de julho, na localidade de Monte Gordo. O alvo do ataque seria o autor do assassinato do irmão dele, que na época do crime era traficante, identificado como Adrielson Santos Leal. Contudo, como ele não foi encontrado, Gilmar matou integrantes da família.

As vítimas são a mãe, o irmão e o filho de Adrielson: Renilda Arcanjo de Jesus, de 63 anos, Arielson Santos Leal, de 32 anos, e Ariel Leal da Silva, de 5 anos.

Conforme a polícia, Gilmar ligou para Adrielson marcando um encontro, com a proposta de retorno para o tráfico, com a intenção de matá-lo.

No entanto, o irmão de Adrielson estava com ele no momento do contato e foi no lugar. Quando chegou ao local combinado, na localidade de Arembepe, em Camaçari, Gilmar e comparsas obrigaram o homem a ir até a casa de Adrielson. No local, eles não encontraram o alvo e mataram as pessoas que estavam na casa.

Além de Gilmar, que foi preso na sexta-feira (2), o pai dele, Orlando Carvalho da Silva, que é policial da reserva, e Anthony Adrian Santos Gomes também participaram do crime.

Após coletiva de imprensa, Gilmar foi encaminhado para o sistema prisional. Os dois são procurados pela polícia.