A maioria dos deputados federais baianos votou a favor da reforma da Previdência no segundo turno. Apenas o parlamentar Pastor Sargento Isidório (Avante), que foi alvo de duras críticas, mudou de posição e, desta vez, votou contra a matéria. 

Dos 39 deputados baianos, 24 votaram a favor do texto-base, já 15 foram contra. Bacelar (Podemos), que estava ausente no primeiro turno, votou contra a proposta na segunda etapa (veja aqui). Todos os parlamentares baianos do PT, PSB e PCdoB se posicionaram contra a matéria. 

Ao todo, o projeto teve 370 votos a favor, 124 contra e uma abstenção (reveja aqui). Confira como votaram os deputados.

A Favor

Abílio Santana (PL)
Adolfo Viana (PSDB)
Alex Santana (PDT)
Antonio Brito (PSD)
Arthur Maia (DEM)
Cacá Leão (PP)
Cláudio Cajado (PP)
Charles Fernandes (PSD)
Elmar Nascimento (DEM)
Igor Kannário (DEM)
João Carlos Bacelar (PL)
João Roma (PRB)
José Nunes (PSD)
José Rocha (PL)
Leur Lomanto Júnior (DEM)
Márcio Marinho (PRB)
Otto Alencar Filho (PSD)
Paulo Azi (DEM)
Paulo Magalhães (PSD)
Professora Dayane Pimentel (PSL)
Raimundo Costa (PL)
Ronaldo Carletto (PP)
Tito (Avante)
Uldurico Júnior (Pros)

Contra

Afonso Florence (PT)
Alice Portugal (PT)
Bacelar (Podemos)
Daniel Almeida (PCdoB)
Félix Mendonça (PDT)
Jorge Solla (PT)
Joseildo Ramos (PT)
Lídice da Mata (PSB)
Marcelo Nilo (PSB)
Mário Negromonte Jr. (PP)
Nelson Pelegrino (PT)
Pastor Sargento Isidório (Avante)
Valmir Assunção (PT)
Waldenor Pereira (PT)
Zé Neto (PT)

Por Rodrigo Daniel Silva