Breaking News

FATALIDADE: MULHER MORRE APÓS PROCEDIMENTO FEITO POR TRAVESTIS PARA PREENCHER OS GLÚTEOS


  • Segundo o boletim de ocorrência, a atendente de lanchonete Dayane Rodrigues da Silva fez o procedimento por volta de 12h30 de ontem e, em seguida, queixou-se de dores e começou a passar mal.

    A esposa de Dayane, Alana Carla Prudente Braga, 23, contou ao UOL que o procedimento foi feito por duas travestis, identificadas por ela como “bombadeiras”. Segundo Alana, ambas foram embora da casa quando perceberam que a mulher sentia dor.

    A vítima foi socorrida e levada à Santa Casa de Lorena, mas sofreu uma parada cardíaca e não resistiu. A polícia foi chamada pelos próprios funcionários do hospital, quando perceberam indícios de uma cirurgia clandestina.

    Ela deixa três filhos pequenos.

    O corpo da vítima passou por exames no Instituto Médico Legal (IML) para averiguar as causas da morte. A polícia suspeita que tenha sido utilizado silicone industrial para o procedimento, mas o material ainda não foi confirmado.

    Na tarde de hoje, as suspeitas de terem aplicado o produto foram detidas na cidade vizinha de Jacareí. Elas vão prestar depoimento. UOL

  • Uma mulher de 25 anos morreu na noite de ontem após passar por um procedimento estético clandestino para aumentar o volume dos glúteos. O caso ocorreu na casa dela em Lorena, no interior de São Paulo e foi registrado como homicídio.