• Breaking News

    quarta-feira, 6 de março de 2019

    MORRE NERO,UM DOS MAIORES TOUROS NELORES REPRODUTORES DO BRASIL


    A pecuária brasileira perdeu mais um grande touro. A Alta Genetics, empresa dona do animal, de Uberaba (MG), comunica o falecimento do touro Nero FIV de Naviraí, da raça Nelore que se consagrou na bateria da central. Vindo da seleção do pecuarista Claudio Sabino de Carvalho Filho, Nero registra importantes conquistas nos últimos anos.
    Em 2017, o reprodutor foi o touro jovem que mais comercializou sêmen na bateria de nelore. Filho do destacado Jabriel FIV de Naviraí em matriz Tecelão, unia dois importantes touros da forte seleção da Agropecuária Naviraí em seu pedigree.
    “Sem dúvida um grande reprodutor da raça Nelore, com enorme contribuição para a genética nacional. Reprodutor que aliava muita beleza racial além de carcaça comprida precoce”, observa o gerente de Corte Zebu da Alta, Rafael Oliveira.
    “Indicado para a produção de touros de repasse de alto valor agregado, seus filhos se destacam pelo desempenho em ganho de peso, carcaça bem revestida de musculatura e bom comprimentos, e suas filhas bonitas e harmoniosas”, afirma Rafael.
    Nero morreu aos seis anos de idade. Em geral, os animais vivem de 15 a 18 anos. A causa da morte de Nero não foi informada pelos proprietários. O boi deixa sua genética disponível para venda na central da Alta e a dose de sêmen convencional de Nero custa R$ 45. Já a dose sexada de fêmea vale R$ 200.
    Este jornalista conheceu bem o criador Claudio Sabino de Carvalho, já morto e pai de Carvalho Filho. Ele tinha como meta a produção de animais excelentes para a produção de carne. Elaboramos reportagens com ele, que era um apaixonado pela criação. Claudio Sabino deixou história na seleção de nelore no Brasil. (Fonte: Globo Rural) 

    POSTAGENS MAIS VISTAS NO BLOG!