Um estudo realizado pela Royal Society for Public Health, uma instituição de saúde pública do Reino Unido, mostrou que as redes sociais podem ser mais viciantes do que o álcool e o cigarro e o Instagram foi apontado como a que mais prejudica a mente dos jovens.

Após isso, o aplicativo criou uma rede de apoio para auxiliar pessoas que tenham alguma doença que afeta a mente. Caso o internauta pesquise na aba “explorar” pelas hashtags #ansiedade ou #depressão será encaminhado para uma tela que traz um alerta. O usuário também terá a opção de falar com um amigo, com um voluntário da linha de apoio ou receber dicas e apoio.

“Publicações com as palavras ou tags que você está procurando muitas vezes incentivam um comportamento que pode fazer mal a uma pessoa ou até levá-la à morte. Se você está passando por uma situação difícil, gostaríamos de ajudar”, diz.